para escutar!

QUEM TERIA PARTICIPADO DA COPA DAS CONFEDERAÇÕES ANTES DE 1992?

copa das confederações antes de 1992

Inspirado na categoria de publicações do site Trivela, E-se, criei esse artigo que imagina um cenário com a Copa das Confederações antes de 1992. Mas, para ele acontecer, antes foi necessário definir os seguintes pontos: ano de início da competição, sedes e participantes de cada confederação. A seguir, você vê primeiro as explicações de definição de cada item e, em seguida, os 8 participantes de cada edição da Copa das Confederações.

A Escolha do ano da primeira realização

Para definir a data da primeira Copa das Confederações, primeiramente foi necessário conhecer as datas debutantes dos torneios continentais. Abaixo, temos os anos de ocorrência de cada uma das confederações:

  • EUROCOPA: primeira realização em 1960, com intervalo de 4 anos;
  • COPA AMÉRICA: o Campeonato da América do Sul se iniciou em 1916 e, após algumas mudanças ao longo dos anos, se extinguiu em 1967. A partir de 1975, o torneio ganhou novo formato e passou a se chamar Copa América, primeiro a cada 4 anos e, a partir de 1987 a cada 2 anos. Foi assim até 2001, quando voltou a ser realizada a cada 4 anos;
  • COPA OURO: com realização de 2 anos em 2 anos, o torneio teve início em 1991. Antes dele, era disputado o Campeonato da CONCACAF, também a cada 2 anos e com início em 1963;
  • COPA DAS NAÇÕES AFRICANAS: com algumas ocorrências aleatórias entre 1957 e 1965, a maior competição africana teve seu formato definido em 1968, com realização de 2 em 2 anos. Isso durou até 2012, quando a partir dali, o torneio passou a acontecer em anos ímpares;
  • COPA DA ÁSIA: o quadriênio torneio entre seleções asiáticas começou em 1956 e manteve o formato fixo até 2004. Sofrendo alteração a partir de 2007, o torneio manteve o seu período de realização, mas em anos ímpares;
  • COPA DE NAÇÕES DA OFC: com ocorrências únicas em 1973 e 1980, o torneio só voltou a ser realizado em 1996, a cada dois anos. A partir de 2004, ele passou a ser quadriênio.

Assim, Europa e África foram os últimos continentes a terem uma competição entre seleções. Com o europeu, em 1960, e o africano, em 1962, é possível definir que a primeira Copa das Confederações poderia ter acontecido já em 1963.

A exceção ficou com a Oceania, já que dependendo dela, a Copa das Confederações só poderia ter ocorrido duas vezes antes de 1992. Outros critérios terão que ser utilizados para definir as suas seleções representantes. Mas antes, vamos ver quais seriam as sedes do evento-teste do mundial.

Definindo os países-sedes

Para descobrir quais países teriam participado da competição, preferi utilizar a periodicidade das últimas edições, com realização a cada 4 anos. A ideia de evento-teste do mundial, que se iniciou em 2005, também foi mantida. Assim, os países-sedes são os mesmos que sediariam a Copa do Mundo antes de 1992.

Os outros participantes são os  mais recentes campeões continentais de cada uma das seis confederações. Entretanto, como algumas competições não apresentavam regularidade, alguns participantes tiveram que ser escolhidos com base em outros critérios.

Critérios para os países participantes

O principal caso é o da Oceania, que teve torneios realizados apenas em 1973 e 1980. Para as outras edições, foram selecionados os países que chegaram à Copa do Mundo mais recente (Austrália, em 74, e Nova Zelândia, em 1982) ou os que ficaram melhor posicionados nas eliminatórias.

Outra questão foi a extinção da do Campeonato Sul-Americano, realizado de 1916 até 1967, e substituído pela Copa América, em 1975. Apenas a Copa das Confederações 1973 ficaria sem um representante. Para ela, escolhi a Argentina, que até aquele ano, era a maior campeã continental, com 12 títulos.

Por final, algumas competições eram realizadas a cada dois anos. Para esse caso, mantive o recente campeão continental, sendo que alguns eram campeões no mesmo ano da Copa das Confederações. Essa regra foi aplicada com todos os campeões da CONCACAF e uma vez, em 1989, com o da CONMEBOL.

Ufa! Com todos os critérios definidos, chegou a hora de descobrir quem teria participado edição por edição da Copa das Confederações antes de 1992. Confira abaixo:

Participantes da Copa das Confederações antes de 1992

Copa das Confederações 1965

A primeira Copa das Confederações teria a Inglaterra, país inventor do futebol moderno, como sua primeira sede. O palco da Copa do Mundo 1966 seria testado em uma disputada entre as seguintes seleções:

participantes copa das confederações 1965

  • Brasil: atual bi-campeão mundial (58 e 62);
  • México: campeão das eliminatórias da CONCACAF;
  • Bolívia: campeã pela única vez do Campeonato Sul-americano em 1963;
  • Espanha: campeã pela primeira vez da EUROCOPA, em 1964;
  • Gana: forte seleção africana campeã continental em 1964;
  • Israel: a seleção fez parte da AFC entre 1974 e 1991, faturando a Copa da Ásia em 1964, quando também sediou o torneio;
  • Austrália: selecionada pelo seu desempenho nas eliminatórias da Copa de 1966. Na ocasião, perdeu a vaga na última roda para a Coreia do Norte.

 

Copa das Confederações 1969

A segunda Copa das Confederações, realizada em 1969, teria o México como palco pela primeira vez da competição. A fanática e animada torcida conquistariam o mundo em 1970 e ganhariam a chance de ver mais uma Copa de perto, já em 1986.

participantes copa das confederações 1969

  • Inglaterra: participaria como atual campeã do mundo, quando conquistou a competição em seus domínios, em 1966;
  • Itália: presente graças ao seu único título europeu, conquistado em 1968;
  • Costa Rica: faturou o bicampeonato da CONCACAF em 1969, quando também foi sede. Antes, havia vencido a primeira edição do torneio em 1963;
  • Uruguai: último campeão do Campeonato Sul-americano realizado em 1967;
  • Congo Dem.: jogou a Copa de Nações Africanas 1968 como Congo-Kinshasa e venceu pela primeira vez. Em 1974, conquistaria o segundo título, jogando como Zaire;
  • Irã: conquistou o seu primeiro título da Copa da Ásia em 1968. A hegemonia duraria mais duas edições do torneio continental;
  • Austrália: mais uma vez foi selecionada pelo seu desempenho nas eliminatórias. Perdeu a vaga na Copa de 70 para Israel.

Copa das Confederações 1973

Para a escolha da sede da Copa do Mundo de 1974, foi selado um acordo entre Espanha e Alemanha Ocidental. Nele, foi definido que os germânicos organizariam a edição de 1974, a primeira com o novo Troféu da Copa do Mundo FIFA.

participantes copa das confederações 1973

  • Brasil: a seleção canarinho conquistou o tri-mundial em 1970 e a guarda definitiva da Taça Jules Rimet;
  • Haiti: com a alteração que o transformou no qualificatório para o mundial, o Campeonato da CONCACAF foi vencido pela seleção haitiana, que também pode disputar a Copa de 1974;
  • U.R.S.S.: os soviéticos foram vice-campeões europeus em 1972. Mas, como a campeã Alemanha participaria da Copa das Confederações por ser sede, eles acabaram herdando a vaga de representante europeu;
  • Argentina: com ausência de torneios entre seleções da CONMEBOL entre 1968 e 1975, a Argentina foi escolhida como representante. O motivo foi ser a maior vencedora do extinto Campeonato Sul-americano, com 12 conquistas;
  • Congo Rep.: a República do Congo venceu pela única vez a Copa das Nações Africanas, em 1972. E assim, poderia disputar a Copa das Confederações 1973;
  • Irã: mantendo-se no auge, a seleção iraniana conquistou o seu bi-campeonato asiático em 1972
  • Nova Zelândia: a seleção neozelandesa foi a campeã da Copa de Nações da Oceania, realizada pela primeira vez em 1973.

Copa das Confederações 1977

copa das confederações 1977 participantes

A polêmica escolha da Argentina para sede do mundial de 1978, passaria por um teste um ano antes, se a Copa das Confederações já existisse. Talvez, alguns participantes protestassem contra o governo ditador do país, mas os países convidados primeiramente seriam:

  • Alemanha: atual campeã do mundo, com a conquista de sua segunda Copa, em 1974, em cima da poderosa Holanda;
  • México: que conquistou seu terceiro Campeonato da CONCACAF, em 1977, realizado em seus domínios;
  • Tchecoslováquia: que conquistou seu único título continental, em 1976. Na decisão do torneio realizado na Iugoslávia, venceu a Alemanha Ocidental nos pênaltis;
  • Peru: o primeiro campeão da, então reformulada, Copa América, em 1975;
  • Marrocos: vencedor da Copa de Nações Africanas de 1976, realizada na Etiópia;
  • Irã: tri-campeão da Copa da Ásia, em 1976, com vitória diante do Kuwait;
  • Austrália: que participaria devido a inédita classificação de um país da Oceania para a Copa do Mundo, em 1974.

Copa das Confederações 1981

Com o acordo para a Alemanha sediar a Copa de 74, a Espanha então seria a sede em 1982 e, consequentemente, da Copa das Confederações 1981. Os outros classificados seriam:

participantes copa das confederações 1981

  • Argentina: atual campeã do mundo, com o polêmico título em 1978;
  • Honduras: campeã do Campeonato da CONCACAF 1981 e garantida no mundial do ano seguinte;
  • Alemanha: que conquistou pela primeira vez a Eurocopa em 1980, realizada na Itália;
  • Paraguai: campeão da Copa América 1979, após derrotar o Chile;
  • Nigéria: pela primeira vez campeã da Copa das Nações Africanas, em 1980, quando sediou a competição;
  • Kuwait: sede e campeão da Copa da Ásia 1980;
  • Austrália: campeã da segunda Copa de Nações da Oceania, realizada em 1980, na Nova Caledônia.

Copa das Confederações 1985

A desistência da Colômbia, em 1982, para sediar a Copa de 1986, fez o México ser escolhido como anfitrião em 1983. O evento-teste a ser realizado um ano antes da Copa receberia jogos de:

participantes copa das confederações 1985

  • Itália: tricampeã mundial em 1982, quando, como zebra, superou Argentina, Brasil e Alemanha Ocidental;
  • Canadá: campeão pela primeira vez do Campeonato da CONCACAF, em 1985;
  • França: comandada por Michel Platini e campeã de sua primeira Eurocopa, em 1984;
  • Uruguai: campeão pela primeira vez da nova Copa América, em 1983;
  • Camarões: que se tornou campeão africano pela primeira vez em 1984, ao derrotar a Nigéria;
  • Arábia Saudita: pela primeira vez campeã da Copa da Ásia, em 1984. O título que colocaria os sauditas no mundo de futebol e que influenciaria diretamente a realização da Copa Rei Fahd 1992;
  • Nova Zelândia: classificada por ter participado da Copa do Mundo de 1982. A primeira partição da seleção em um mundial.

Copa das Confederações 1989

A Copa das Confederações mais próxima a ser realizada de sua real criação, em 1992, seria a da Itália, em 1989. Os italianos seriam anfitriões pela primeira vez do torneio, por sediarem uma Copa do Mundo, após 56 anos. Junto a eles, estariam:

copa das confederações 1989 participantes

  • Argentina: de Maradona e bi-campeã mundial, com a conquista no México, em 1986.
  • Costa Rica: campeã pela terceira vez da CONCACAF, com o título em 1989 e primeira participação em um mundial. Essa edição foi a última do torneio continental, que passou a ser chamado de Copa Ouro, sem dar vagas para as Copas do Mundo.
  • Holanda: que, com um futebol ofensivo de qualidade, conquistou a Europa em 1988 superando a União Soviética na final;
  • Brasil: campeão em 1989 no Maracanã, após ficar 50 anos sem conquistar títulos continentais;
  • Camarões: campeão da Copa das Nações Africanas de 1988, no Marrocos. A seleção camaronesa consagrou-se bi-campeã da competição ao derrotar a Nigéria na final;
  • Arábia Saudita: atual bicampeã da Ásia, com o título de 1988. Na final, derrotou a Coreia do Sul nas penalidades;
  • Israel: classificado por participar da OFC entre os anos de 1974 e 1991. Para a Copa das Confederações de 1989, conquistou a vaga por seu desempenho nas eliminatórias da Copa. Na ocasião, superou Austrália e Nova Zelândia e garantiu presença no duelo decisivo por uma vaga contra a Colômbia. A seleção israelense acabou sendo eliminada.

Com certeza, boas e marcantes seleções teriam escrito seus nomes nas páginas da história da Copa das Confederações. Grandes elencos que não tiveram chance de brilhar em cenário mundial, teriam aproveitado suas marcantes campanhas continentais com a chance de apresenta seu futebol ao mundo. Mesmo não sendo a Copa do Mundo.

Saber quem seriam os campeões de cada uma dessas edições é outro exercício criativo a ser realizado. Mas, que ficará para outro dia. De concreto, podemos descobrir quais foram as seleções que mais participaram do torneio intercontinental. Confira abaixo o ranking:

 

Ranking de Participações da Copa das Confederações

Somando essas edições imaginadas com as realizadas oficialmente a partir de 1992, no total 47 seleções teriam participado da Copa das Confederações. O ranking de participações por cada país, você pode conferir abaixo:

  1. 11 Participações: México
  2. 10 Participações: Brasil
  3. 8 Participações: Austrália
  4. 7 Participações: Argentina
  5. 6 Participações: Nova Zelândia, Alemanha e Arábia Saudita
  6. 5 Participações: Itália, Japão e Camarões
  7. 4 Participações: Uruguai, Espanha e EUA
  8. 3 Participações: França, Nigéria e Irã
  9. 2 Participações: Rússia (URSS), Egito, Costa Rica, Rep. Tcheca (Tchecoslováquia), Canadá, África do Sul, Inglaterra, Bolívia e Israel
  10. 1 Participação: Gana, Coreia do Sul, Holanda, Chile, Paraguai, Kuwait, Honduras, Haiti, Colômbia, Turquia, Tunísia, Taiti, Portugal, Peru, Marrocos, Iraque, Grécia, Emirados Árabes, Dinamarca, Costa do Marfim, Congo Rep. e Congo Dem. (Zaire).

E aí, gostou desse artigo? Compartilhe com quem você imagina que irá gostar dele e não deixe de conferir os artigos que contam a história de cada edição da Copa das Confederações.

FONTES:
Arquivos dos Mundiais


Escrito por:

Leave a comment